Plástica pós Obesidade, Cirurgia Plástica pós Obesidade, Ex-obeso, Obesidade,Contorno Corporal, Grande Perda de Peso

Plástica Pós Obesidade

 

Um Paciente Único: Um Vencedor

PLÁSTICA APÓS OBESIDADE

O paciente obeso que perde grande quantidade de peso é um vencedor. Aos poucos se sente melhor com a saúde, com a aparência e percebe que pode ir além: pode ter um novo contorno corporal com a plástica pós obesidade. Todo o trabalho, disciplina e “sacrifícios” pessoais merecem um prêmio maior. Afinal, a perda de peso não é o último estágio nesta jornada: é apenas o início do “novo eu”. As técnicas modernas de plástica pós obesidade trazem resultados cada vez mais animadores aos nossos pacientes. Só resta fazer a escolha: está satisfeito com sua aparência atual ou deseja optar por mais uma fase da sua vida que pode modificar por completo sua aparência?

Qualidade De Vida

Após a perda e estabilização do peso, muitos indivíduos desejam mais mudanças que não podem ser alcançadas com cuidados nutricionais e atividades físicas. É quando as sobras de pele nos braços, mamas, abdomen, coxas e outras regiões começam a trazer desconforto e timidez. Nestas situações, apenas a plástica pós obesidade pode retirar o excesso de pele e remodelar o corpo como um todo. A nova silhueta é brindada também com a recuperação da auto-estima e de bem estar social. É comum observar nossos pacientes mais felizes, assim como a família deles notam mudanças positivas na personalidade de seu ente querido.

Mantendo o Peso Corpórico

É primordial que o candidato à plástica pós obesidade tenha seu peso estabilizado por pelo menos 12-18 meses.
Sabe-se que o ganho de peso ocorre decorrente de uma ingestão de alimentos em maior quantidade do que a real necessidade do organismo ou come em quantidades moderadas mas a atividade física é muito limitada. Dessa maneira, é prudente que o paciente tenha sempre acompanhamento médico, nutricional e que realize atividade física regularmente. Uma abordagem multidisciplinar aumentam a chance de sucesso da plástica pós obesidade.

Algumas dicas importantes:

-Reeducação alimentar evita o “efeito sanfona”.
-Alimentação fracionada e de menor volume.
-Evitar gorduras saturadas.
-Evitar álcool.
-Mastigação lenta de alimentos para saciar a fome (estimula o centro da saciedade).
-Iniciar as refeições com salada.
-Beber 8 copos de água por dia.
-Atividade física freqüente.

Em algumas situações, o seu endocrinologista de confiança poderá optar por receitar medicamentos (ex: sacietógenos, inibidores de absorção de gordura, inibidores de apetite). É importante que a equipe multidisciplinar esteja sempre de acordo com todas as condutas adotadas. O Dr. Wulkan prioriza a saúde do indivíduo que quer ser submetido à plástica após a obesidade e sua equipe de médicos e profissionais especialistas adotam condutas em conjunto para otimizar resultados de maneira progressiva e saudável.

Mantendo o Seu Índice de Massa Corpórica (IMC)

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o IMC deve ser calculado da seguinte maneira:

IMC=    ____Peso (kg)________

   Altura x Altura (m)


IMC: CLASSIFICAÇÃO

 18,5-24,9: Peso adequado para altura

 25,0-29,9: Sobrepeso

 30,0-34,9: Obesidade grau 1

 35,0-39,9: Obesidade grau 2

 >40,0: Obesidade grau 3

Atualmente, o IMC deve ser visto com mais importância quando comparado ao peso absoluto. Este índice torna mais real a situação do indivíduo pois leva em conta o impacto do peso com as dimensões do corpo. Para a plástica pós a obesidade, o IMC adequado também é avaliado com mais relevância e seu médico de confiança pode nortear o planejamento cirúrgico conforme o seu IMC.

Fumo x Plástica Pós Obesidade

Não restam dúvidas que parar de fumar é difícil. Mas todo paciente que fuma apresenta, em média, 4 vezes mais complicações no pós operatório da plástica após obesidade. Para o paciente vencedor que já conseguiu parte de seu objetivo, um estímulo correto pode facilitar esta batalha contra a nicotina e as mais de 4700 substâncias do cigarro. Parando de fumar, você viverá melhor e por mais tempo. Além de todos os benefícios sabidos e expostos na mídia, deixas o vício do cigarro é primordial para o paciente que vai se submeter à plástica após obesidade. No mínimo, o Dr. Wulkan solicita um período pré-cirúrgico de pelo menos 4 semanas sem fumar. Com isso, a circulação sanguínea melhora, a função pulmonar aumenta em 30% e a caminhada torna-se mais fácil. A abstinência ao fumo deve ser mantida pelo tempo necessário até que todas as incisões estejam cicatrizadas. Procure seu médico de confiança para esclarecimentos sobre deixar de fumar. Viva melhor, viva sem fumo.

Total Body Lift: Visão Holística

O Total Body Lift é a técnica que o Dr. Wulkan aprendeu diretamente com seu criador da University of Pittsburgh. O Total Body Lift é uma abordagem holística da plástica após obesidade pois trata ao mesmo tempo todas as deformidades decorrentes da grande perda de peso. Portanto, é possível em apenas um tempo cirúrgico corrigir/amenizar o excesso de pele em todas as regiões do corpo (mama, abdomen, braços, coxas, partes íntimas e nádegas). Neste século onde a obesidade aumenta exponencialmente, o Total Body Lift é a única abordagem múltipla que trata o paciente como um todo. É necessário grande equipe cirúrgica e sala operatória adequada. Apenas alguns pacientes se adéquam para o Total Body Lift. A consulta médica com o Dr. Wulkan ou com seu cirurgião de confiança é intransferível e apenas durante o exame clínico poderemos opinar sobre a segurança do procedimento no paciente. Além de estar em plena saúde, o paciente deve ter estabilidade emocional e determinação para ter uma boa recuperação.
O Total Body Lift é um dos avanços mais marcantes na história da plástica pós obesidade.

 

Upper Body Lift

O Upper Body Lift é uma abordagem na plástica pós obesidade que melhora a parte superior do tronco, ou seja, braços e mamas.
O Dr. Wulkan utiliza a sistemática que aprendeu diretamente com mestres no assunto de Harvard e University of Pittsburgh que são os principais focos mundiais de procedimentos de cirurgia plástica pós obesidade. O Upper Body Lift é um procedimento que pode ser utilizado na maioria dos pacientes com grande perda de peso, diferentemente do que acontece com o Total Body Lift. Tratando-se de uma abordagem cirúrgica de menos horas de cirurgia, o ex-obeso tem recuperação mais aceitável e eventuais riscos ficam em menor freqüência. O cirurgião deve ter uma equipe cirúrgica experiente para trazer o melhor resultado possível nas mamas e braços.
As cicatrizes são variáveis e apenas durante a consulta médica com o Dr. Wulkan ou seu cirurgião de confiança pode nortear o provável tamanho e forma da cicatriz.

Lower Body Lift

O Lower Body Lift é o conjunto de técnicas de plástica após obesidade que melhoram a silhueta e contorno corporal da barriga, coxas, nádegas e partes íntimas. O Dr. Wulkan utiliza a sistemática que aprendeu diretamente com mestres no assunto de Harvard e University of Pittsburgh que são os principais focos mundiais de procedimentos de cirurgia plástica pós obesidade. Podendo associar técnicas de lipoenxertia, o Lower Body Lift pode alcançar resultados ainda mais vantajosos. A lipoenxertia é uma conduta cirúrgica na qual se utiliza gordura do próprio paciente para ser reaplicada em áreas onde ocorrem perda de volume. Embora possa parecer contraditório, em alguns pacientes com grande perda de peso, a lipoenxertia pode ser uma grande aliada no contorno da parte inferior do corpo. Outra abordagem moderna é optar por “levantar” ou “aumentar” as nádegas durante este procedimento. Quando se opta por “aumentar” as nádegas, podemos utilizar tecido das costas e flancos do próprio paciente que será redirecionado para os glúteos. Os resultados são bastante naturais. Dessa maneira, não se utiliza prótese (implante) durante a plástica pós a obesidade no andar inferior do corpo. As cicatrizes são variáveis e apenas durante a consulta médica com o Dr. Wulkan ou seu cirurgião de confiança pode nortear o provável tamanho e forma da cicatriz.

Nutrição e Plástica Pós Obesidade

Avaliação nutricional é muito importante para que o paciente que se submeta à plástica pós obesidade tenha uma boa recuperação e cicatrização adequadas. Isto ocorre pois o ex-obeso pode necessitar de maior ingestão de proteínas para se ter uma boa recuperação cirúrgica, entre outros suplementos recomendados. É por este motivo que pacientes com grande perda de peso devem ser avaliados por múltiplos especialistas que trabalham junto para que tenha um período pos operatório adequado. O Dr. Wulkan conta com equipe multidisciplinar de nível e experiência para que a plástica após obesidade seja tratada como um todo.

Quando é a hora ideal para se operar?

A melhor época para fazer a plástica pós obesidade é quando se está próximo(a) de alcançar om peso ideal e se mantém estável por pelo menos 3 meses. Isto ocorre, em média, entre 12 e 18 meses decorrido o procedimento bariátrico ou após 12 meses de emagrecimento monitorado sem cirurgia. A importância de se obter um IMC adequado para ser submetido à plástica após obesidade se deve por alguns motivos. Quanto menor o IMC, menor o risco de complicações. Também é notório que durante fases precoces de grande perda de peso o indivíduo fica num balanço nutricional negativo impróprio para se recuperar de uma cirurgia. E por último, o resultado estético da plástica pós obesidade é de melhor qualidade se estiver próximo do peso ideal.

Suscesso e expectativas realista

O sucesso da cirurgia depende basicamente da escolha do seu cirurgião e de suas expectativas. Recomenda-se que a plástica pós obesidade seja realizada por cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Se possível, um aprendizado com foco no assunto traz ainda mais refinamento nos resultados. O Dr. Wulkan aprendeu diretamente com especialistas no assunto de Harvard e University of Pittsburgh que são os principais focos mundiais de procedimentos de cirurgia plástica pós obesidade. As expectativas do paciente devem ser realistas com sua situação. Muitas vezes deve-se dar prioridade por alguma região do corpo que incomoda mais que outra. Deve-se pensar o quanto quer melhorar para que fique satisfeita(o) com o(s) resultado(s). Trazer as dúvidas para a consulta médica é importante para esclarecimento assim como ajuda a saber se a expetativa de resultados da plástica após obesidade pode ser alcançada com êxito e segurança.

PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS

Um ou mais dos seguintes procedimentos podem ser feitos no paciente com grande perda ponderal:

  • correção de hérnias
  • lipoaspiração
  • plástica dos braços (braquioplastia)
  • plástica de barriga (abdominoplastia)
  • plástica de mamas (com ou sem implante)
  • correção de mamas em homem (ginecomastia)
  • plástica de coxas
  • plástica de nádegas
  • plástica de face e pescoço
  • plástica de áreas íntimas
  • plástica em áreas especiais

Os procedimentos de plástica pós obesidade podem ser combinados conforme a necessidade de cada paciente. Apenas o exame clínico pode apontar qual a melhor opção de associação cirúrgica.

 

 

Links Úteis Relacionados a Plástica pós Obesidade e Cirurgia Plástica pós Obesidade.

Rinoplastia
Rinoplastia Secundária
Plástica dos Seios
Plástica das Pálpebras
Plástica Após Obesidade

Aplicação de Botox
Plástica de Abdome | Abdominoplastia
Plástica de Nariz Secundária
Dr. Marcelo Wulkan



 

Otimização de sites: On3W Produtora Web.